Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




As obras da estrada em Colares

por Nuno Saraiva, em 22.01.09

Nuno Saraiva,

 

A notícia é perfeitamente oportuna, mas alguns dos juízos formulados ou dúvidas carecem de esclarecimento.

 

Dado que, de alguma forma, acompanhei as obras na zona de Colares, permito-me partilhar aquilo que sei, por ter presenciado e falado. A obra foi adjudicada pela Câmara Municipal de Sintra (e não pela Junta de Freguesia que não tem autonomia nem dinheiro para isso, sendo descabido o comentário de quem culpa a Junta) a"Francisco Duarte Prego & Filhos, Lda.", da Terrugem, Sintra, que por sua vez subcontratou uma pequena empresa que, por inscrição numa das suas máquinas, parece ser da zona da Ericeira.

 

A empreitada contempla o arranjo da estrada municipal que começa nas Casas Novas, passa pelo Penedo e desce por Colares, até à Estrada Nacional.

 

Os trabalhos foram iniciados nas Casas Novas e interrompidos antes de chegarem ao Penedo; foram reiniciados no princípio da R.José I. Costa e interrompidos ao subir para a Rua Cândido dos Reis.

 

Porquê, não sei; certo é que a má qualidade do trabalho mereceu o repúdio dos habitantes, que invectivaram o pessoal e o próprio Presidente da Junta de Freguesia, que chegou a ser questionado na última Assembleia de Freguesia.

 

É justo realçar o papel do presidente, que acolheu as queixas da população e intercedeu junto dos serviços técnicos da Câmara, confrontando-os com representante do empreiteiro.

 

De acordo com informação do Presidente da Junta, as bermas excessivamente altas das ruas bem como outras deficiências serão corrigidas pelo empreiteiro. Aliás, isso começou a ser feito na R. José I. Costa e na R. República (raspagem de bermas e de zonas degradadas), mas está tudo parado; espero que o empreiteiro não tenha falido (como tem acontecido noutras obras municipais) ou que a avaria de alguma máquina não seja irremediável.

 

É preciso também notar que, nalguns sítios, as valetas não podem ser subidas, pois isso faria com que as águas entrassem directamente para as casas.

 

A propósito de avaria de máquinas, toda a gente viu que esteve uma (a que "rapa" o alcatrão) durante vários dias parada junto do chafariz de Colares;os mecânicos andaram 2 dias (e eram 3 pessoas) de volta dela para a consertarem e deixaram o chão cheio de óleo, ainda visível.

 

Este é um pormenor que define a qualidade do empreiteiro. Toda esta situação deve fazer-nos reflectir em algo que passa despercebido à maior parte das pessoas, que é a forma desastrosa como são aplicados/gastos os dinheiros públicos, tendo em atenção que tais dinheiros saem dos bolsos dos contribuintes.

 

As Câmaras Municipais gastam com pouco critério e sem controle; muitas obras municipais são mal feitas, não são fiscalizadas pelos serviços técnicos e o trabalho sai mal ou não tem a durabilidade mínimamente exigível, havendo necessidade de refazer, mais cedo ou mais tarde,duplicando-se custos, que são suportados pelos contribuintes; ao raciocinar desta forma, sinto-me roubado.

 

Podemos ainda questionarmo-nos, relativamente a esta empreitada e no que diz respeito a Colares, se o estado de conservação era assim tão mau; lembremo-nos que o piso foi refeito após a instalação da rede de esgotos há pouco mais de 10 anos.

 

Para conclusão deste comentário, direi que, em minha opinião, a Senhora Câmara de Sintra pretendeu dar um rebuçado a estas populações abandonadas do litoral sintrense; estamos a pouco tempo das eleições e assim poderia provar o seu desvelo por estas gentes lembrando-lhes no momento oportuno que a cruzinha deve ser posta no partido "x".

 

Por mim, estou farto! Na verdade, em Sintra só mudam as moscas ....

 

JAIME CORVO / Colares

 

Um excelente contributo, que veio fortalecer a minha intuição (que as obras estavam paradas, que a qualidade do empreiteiro era duvidosa, etc.) Só não quis adiantar por não ter a certeza, dado que passo pouco tempo em Colares nos dias úteis.

 

Acrescentar ainda que ao dizer que não subiram as valetas, não estava a sugerir que o fizessem, mas fica a sensação que isso não foi pensado, que esta raspagem é uma solução de remedeio.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:24

Preso por ter cão, preso por não o ter

por Nuno Saraiva, em 21.01.09

Os moradores de Colares,em geral, e a Junta de Freguesia, em particular, deparam-se neste início de ano com um grave problema:

 

 O alcatrão que começou a ser colocado em Colares, numa obra criada para melhorar o piso, é de fraca qualidade e apresenta já sinais de degradação, passado poucos dias de ter sido colocado.

 

As obras estão paradas há uns dias, neste momento estamos piores do que estavamos antes.

 

Não sei qual é a empresa a quem foi adjudicada a obra, mas o que sei é que esta estrada parece feita por amadores. Há sítios que ficaram mais altos 15 centímetros.

 

O grande problema, é que as valetas não foram subidas, o que além de ficar mal, é perigoso para as pessoas que ali passem a pé e ficam em risco de cair. Também prejudica a situação em que se cruzem dois carros.

 

As valetas da Inácio da Costa são o exemplo claro do trabalho de pouca qualidade que foi feito.

 

O resto da estrada não há descrição.

 

Estes são casos sempre complicados:

  • A Junta de Freguesia, não pode (e não deve) esticar o orçamento e aceitar qualquer custo adicional;
  • A empresa para corrigir o que já foi feito, poderá possivelmente perder muito dinheiro, pois normalmente estes orçamentos são feitos muito à justa, para conseguir ganhar o concurso.

No entanto, Colares tem de ir até às últimas consequências, e garantir que a estrada fica, no mínimo aceitável. A empresa, depois de calcular o custo deve repensar o seu modus operandi, e quem sabe apurar os responsáveis pela mísera obra,

 

Segunda, J. comentava que a culpa de tudo isto é da Junta. Que quer arranjar as coisas baratas e depois aparece isto.

 

Não sei se há Lei que obrigue as Juntas a optar pelo mais barato, mas é comum nos concursos publicados no Diário da República, o critério ser o menor preço.

 

Independentemente deste pormenor,

 

Se foi escolhido o mais barato, a Junta tem culpa porque devia ter escolhido algo que mesmo que fosse mais caro, era melhor e durava 5, 10 anos.

 

Se fosse escolhido algum que não fosse o mais barato, era uma vergonha, não havia razão nenhuma, e se fosse preciso ainda se vinha a descobrir que na empresa escolhida trabalhava o cunhado da prima do irmão do neto do tio não sei de quem.

 

Preso por ter cão, preso por não o ter.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:13

Bem visto

por Nuno Saraiva, em 01.10.07
Costumo ignorar todos os comentários anónimos, que por aqui aparecem, mesmo que tenham acrescentado algum conteúdo útil, não falo para entidades anónimas.

Porém, houve um comentário neste post do notícias que dizia assim:

Colares pertence à freguesia de Colares? É que não parece...!

Lacónico, irónico e bem metido no contexto da conversa. Fez-me sorrir.


No entanto não concordo com as críticas que aparecem, um pouco exageradas. Apesar de achar ridícula aquela "obra" à entrada de almoçageme, não posso concordar com críticas a obras que estão a ser feitas.

Se nos comentários de qualquer um dos blogs surgirem críticas com factos de coisas mal feitas ou por fazer, é justo apontar a questão, se forem coisas da responsabilidade da Junta.

Agora o costume do criticar só por criticar, porque as coisas estão a ser feitas ali e não acoli...

Por amor da Santa, vão beber umas minies e deixem os homens trabalhar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:24

Junta de Freguesia de Colares

por Nuno Saraiva, em 19.03.07

Está muito interessante, bem feito e bonito o novo site da Junta de Freguesia de Colares..

Já está on-line desde o ínicio do ano, mas ainda não o tinha referido.

Disponível em:

http://www.jf-colares.pt

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:02

ECOPONTO

por Nuno Saraiva, em 17.05.05
A Junta de Freguesia de Colares está a oferecer um eco-ponto doméstico a todos os residentes bastando para isso apresentar uma factura da água. É uma óptima iniciativa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:36


Mais sobre mim

foto do autor




Posts mais comentados





Comunique e envie os seus comentários, o que gostou, o que acha que está mal, etc.


Colares, blog da semana!

Muzicons.com





Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D