Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Pelos caminhos de Colares

por Nuno Saraiva, em 12.07.06

"Existem lugares onde, mais do que a excelência de monumentos e outros pontos de interesse, é a pacatez do quotidiano que impera, as regras de uma vida sem pressas, com caminhos bordados a verde e trânsito a condizer. A vila de Colares, entre Sintra e o mar, funciona assim. Já teve Posto de Turismo próprio, desactivado há uns quatro anos, como se o interesse do lugar e a sua estratégica posição tivessem, de algum modo, perdido a sua razão de sustentação. Na área, as informações turísticas resumem-se agora a Sintra e ao Cabo da Roca, o ponto mais ocidental do continente europeu, última paragem antes do Atlântico.

Colares foi conquistada aos Mouros em 1147, recebeu o primeiro foral por D. Afonso III em 1255, foi doada por D. João I a D. Nuno Álvares Pereira em 1385, chegou à posse de D. Manuel I, por foral de Novembro de 1516, e permaneceu sede de concelho até 24 de Outubro de 1885, data em que foi «anexada» a Sintra como simples freguesia. É também por isso que a mais pacata maneira de lá chegar, na qualidade de mero pedestre, é partir de Sintra. Junto ao Museu Berardo, encontra-se a paragem do mítico eléctrico da Praia das Maçãs, reactivado em 1997. A paisagem é deslumbrante.

A viagem até Colares dura uma trintena de minutos e as «estações» não são requisito fixo. Pode-se mandar parar o eléctrico em qualquer momento, que a simpatia dos condutores é inexcedível. Um dos mais populares passeios pedestres é o que começa e termina na Várzea de Colares. Tem como pontos de interesse o Pelourinho de Colares, a Rua das Flores, a vegetação na subida para os Capuchos, o Convento de Santa Cruz dos Capuchos, a Quinta do Carmo, o inevitável Penedo e os arcos sobre a estrada Penedo-Colares. É «brincadeira» para seis quilómetros e três horas de caminhada. Outros passeios francamente aconselháveis são os de Praia das Maçãs-Praia da Adraga,Capuchos-Penedo, Capuchos-Peninha-Azóia, Capuchos-Rio da Mula, Alto das Cruzes-Monserrate e Praia da Adraga-Cabo da Roca, propostas que darão ao turista pedonal a verdadeira dimensão das virtudes de Colares.

Pelos itenerários das passeatas a pé se percebe que Colares se arrisca, cada vez mais, a ser um ponto de passagem para outros lugares, quer façam justiça às belezas serranas ou levem o turista ao oceano. Não é de admirar, quando se tem no seu território praias como as da Adraga, Maçãs, Azenhas do Mar ou Ursa. Na Praia Grande, no topo sul, destacam-se os vestígios de 66 pegadas de dinossauros, as mais altas da Península Ibérica. Razão primeira para muitos dos visitantes de Colares é, naturalmente, a qualidade do vinho. A Adega Regional de Colares é visitável e a empresa Coisas do Vinho cuida de organizar provas. Pode, está bem de ver, levar para casa os vinhos da sua preferência.

Apesar da escorreita simpatia do Posto de Turismo de Sintra, as informações mais recentes e os melhores conselhos sobre a Vila de Colares são dados pela Junta de Freguesia. Por exemplo, a empresa Inventura organiza passeios a pé a que chamou «Caminhos de Collares». Vá com saúde e de olhos bem abertos."

Texto: José Alves Mendes, "Única", in Expresso, 14 Maio 2005

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:05


Mais sobre mim

foto do autor








Comunique e envie os seus comentários, o que gostou, o que acha que está mal, etc.


Colares, blog da semana!

Muzicons.com





Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D