Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




 

Rui Oliveira, 31 anos, nasceu, cresceu e sempre viveu em Colares. Engenheiro Mecânico, pelo ISEL, abarca neste momento dois projectos: Na empresa para a qual trabalha é auditor energético de grandes edifícios de serviços. Em regime de freelance organiza, e executa todos os passos necessários para que habitações e edifícios de serviços de menores dimensões possam ser certificados. O blog de Colares quis aprofundar melhor este assunto.


Caro Rui, vamos neste espaço, abordar um pouco o que é a Certificação Energética de Edifícios e Qualidade do Ar Interior. Pelo que já falamos informalmente, o nível de Perito não é fácil de obter.


Sim, para ser Perito Qualificado, é necessário ser Arquitecto ou Engenheiro em determinadas áreas e reconhecido pela ordem ou associação profissional, e para isso ter, experiência profissional comprovada de pelo menos 5 anos. Os cursos estão divididos em dois modulos. Um, módulo técnico, leccionado por instituições reconhecidas pelo Sistema de Certificação Energético (SCE) em protocolo com a Agência para a Energia (ADENE). O outro módulo, de certificação, é leccionado pela ADENE. Ambos os cursos tem um caso prático e um exame respectivo, e em ambos os casos, exames e casos práticos, é necessário ter nota igual ou superior a 14 para se ter aprovação nos cursos. Após ter aprovação em ambos os módulos, cabe às associações profissionais reconhecer-nos como Peritos Qualificados (PQ) no SCE. Este procedimento tem de ser repetido para cada vertente do SCE:

- RCCTE :edificios de habitação e de serviços com área inferior a 1000m2 ou 500m2 (no caso de centros comerciais, supermercados, hipermercadose piscinas aquecidas cobertas) e/ ou com sistemas de climatização com potência instalada inferior a 25 kW;

- RSECE ENERGIA: todos os outros casos~;


- RSECE QAI (Qualidade do Ar Interior): Todos os edificios de serviços ou de habitação com área superior a 1000m2 ou com sistemas de climatização com potência instalada superior a 25 kW.


Para que é que serve a Certificação Energética?

 

A certificação energética serve para informar o cidadão sobre a qualidade térmica dos edificios, catalogando-os (de A+ a G) aquando da construção, venda ou arrendamento dos mesmos. Assim, permite aos futuros utentes obter informação sobre os consumos potencias e reais ou aferidos para padrões de utilização típicos, passando o critério dos custos energéticos, durante o funcionamento normal do edificio, a integrar o conjunto dos demais aspectos importantes para a caracterização do edificio.

Nos edificios existentes, a certificação energética destina-se a proporcionar informação sobre as medidas de melhoria de desempenho, que o propriétario pode implementar para reduzir as suas despesas energéticas e, simultaneamente, melhorar a eficiência energética do edificio.

Nos edificios novos e existentes sujeitos a grandes intervenções de reabilitação, a certificação energética permite comprovar a correcta aplicação da regulamentação térmica em vigor para o edificio e para os seus sistema energéticos, nomeadamente a obrigatoriedade de aplicação de sistemas de energias renováveis de elevada eficiência energética.

A certificação energética permite ainda assegurar uma boa qualidade do ar interior, isento de riscos para a saúde pública e potenciador do conforto e da productividade, bem como para assegurar a adequada manutenção dos sistemas de climatização para garantir uma boa qualidade do ar, minimizando os riscos de problemas e devolvendo ao público utilizador a confiança nos ambientes interiores tratados com sistemas de climatização.

Então serve para quem comprar casa, saber o desempenho energético dessa mesma casa.


Sim, mas atenção, desde 01/01/2009, passou a ser obrigatório ter o Certificado de Desempenho Energético e da Qualidade do Ar Interior, emitido pela ADENE, para poder vender ou alugar o seu imóvel.


Segundo entendi, quem tem uma casa e quiser vender, tem de ter esse certificado. Mas o que acontece, se a casa não for eficiente energeticamente?


São sugeridas medidas correctivas, que vão permitir rectificar a situação. Poderá passar por soluções simples como subtituir lâmpadas, colocar umas portadas, aplicar uma fonte de energia renovável, ou por soluções mais complexas como mexer na envolvente.


Isso significa que as casas vão ficar mais caras.

Pode ser necessário algum investimento inicial, mas este é compensado com a redução de consumo de energia nos anos seguintes. Em casos muito complexos, quando existam implicações fiscais ou necessidade de recorrer a financiamentos (nos grandes edifícios), poderemos contratar profissionais da área, como tu, para calcular o retorno do investimento, isto é, o tempo que demora a recuperar o investimento. Na maioria dos casos a nossa formação permite estimar e demonstrar aos clientes o impacto da redução de consumo de energia. Só faz sentido e todas as decisões têm em conta a viabilidade económica das acções a tomar.

 

Há uma questão que me está a causar alguma dúvida. Como é que funciona no caso de construçao de casas novas? O Certificado é antes ou quando a casa está construída? Na construção, pode haver factores determinantes para o consumo de energia.


Exacto. Não só na construção mas na própria projecto e arquitectura, e os arquitectos estão cada vez mais sensibilizados para este facto.


É na fase de projecto, que os meus serviços se iniciam. Quando tiver o projecto de arquitectura aprovado e necessitar do projecto térmico, bem como da respectiva Declaração de Conformidade Regulamentar (DCR), que será emitida pela ADENE, para poder concluir a instrução do processo na Câmara Municipal e levantar a licença de construção / ampliação / remodelação.


Depois, Quando a sua obra terminar e necessitar do Certificado de Desempenho Energético e da Qualidade do Ar Interior (CE), que será emitido pela ADENE, para poder levantar a respectiva licença de utilização do seu imóvel.


O certificado expira?

 

Sim, a validade do certificado é de 10 anos, excepto nos edificos que estejam sujeitos a auditorias ou inspecções periódicas (grandes edificios de serviços com área superior a 1000m2) onde são feitas auditorias periódicas num prazo nunca superior a 6 anos.


Bom resta-me agradecer a tua participação na rubrica Empreendedores de Colares. Deixo-te terminar com qualquer mensagem que queiras transmitir a quem leu esta rubrica, e peço-te ainda que deixes os teus contactos e/ou site.


Contacte-me para lhe dar um orçamento para o seu projecto térmico, Declaração de Conformidade ou Certificado Energético
Edifícios de Habitação ou de Serviços

Rui Oliveira
Engenheiro Mecânico
Telefone: 96 204 26 62 ou 91 411 96 02
Correio electrónico: certienerg@gmail.com

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:12


Mais sobre mim

foto do autor




Posts mais comentados





Comunique e envie os seus comentários, o que gostou, o que acha que está mal, etc.


Colares, blog da semana!

Muzicons.com





Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D