Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Colares, Corvo, Keil

por Nuno Saraiva, em 26.10.13

 

 

 

 

 

Em tempos, o Sr. Jaime Corvo sugeriu que esta pintura poderia não ser deste local, mas das traseiras das casas da Rua da Républica. Hoje de manhã, ao passear por aquele sítio, o sol vindo da serra dava-lhe a tonalidade da imagem. (A foto foi tirada num dia chuvoso).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:46

Colares e a TV

por Nuno Saraiva, em 30.08.07
Vídeo acerca da exposição dos 100 anos da morte de Alfredo Keil. SIC Notícias

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:17



Sintra, 06 Jul (Lusa) - Uma exposição de pintura de Alfredo Keil, também autor da música do hino Nacional, foi hoje inaugurada em Sintra, tendo um bisneto revelado que algumas das obras expostas "estavam há cem anos no sótão" da sua casa.

Fernando Seara, presidente da Câmara de Sintra, inaugurou a mostra em Colares que assinala o centenário da morte de Alfredo Keil.


A exposição de pintura "Alfredo Keil em Sintra - 100 anos depois" tem como principal objectivo "assinalar o centenário da morte daquele que, segundo Ana Xavier, responsável pela exposição, "é um protótipo do Homem do século XIX".

Alfredo Keil (1850 - 1907), alem de compositor, é também reconhecido por uma multifacetada actividade artística, desde a escrita até à fotografia, passando pela pintura e o coleccionismo.


Esta iniciativa procura associar a sua memória à região, que ele fixou, nas suas telas, desde a Volta do Duche em Sintra, ao Cabo da Roca, passando pelas arribas da Praia Grande e Praia das Maçãs, ou pelas Azenhas do Mar.


"Alfredo Keil está ligado a Sintra, tinha casa na Vila Guida, na Praia das Maçãs, zona que ele gostava muito, e que está retratada nos seus quadros", disse Ana Xavier.


Fernando Seara, presidente da Câmara Municipal de Sintra, disse à agência Lusa que se "conseguiu juntar nesta cerimónia as duas famílias da Portuguesa", referindo-se à presença dos bisnetos dos dois autores do Hino Nacional, Alfredo Keil e Henrique Lopes de Mendonça, autor da letra.


Para Francisco Keil Amaral "é uma honra ver esta exposição".

"Algumas das coisas que aqui estão expostas estavam há cem anos no sótão da minha casa. Depois da exposição, irão para o Museu que a Cidade de Torres Novas está a criar", acrescentou o bisneto do compositor.


Já Pedro Lopes Mendonça, bisneto do autor da letra do Hino Nacional, referiu que é "com orgulho" que assiste a esta exposição, onde se enquadra a Portuguesa, que "dada a insatisfação da população com o regime monárquico, marcou o seu fim".

Várias entidades cederam temporariamente alguns quadros à exposição, desde "o Museu da Presidência, o Ministério das Finanças, a Câmara Municipal de Santarém, a própria família Keil, e vários particulares", enumerou Ana Xavier.


A Adega Visconde Salreu, em Colares, acolhe a iniciativa até 7 de Outubro.

JR.

Lusa/Fim


 

Notícia da Agência Lusa, difundida um pouco por todos os jornais.


 

Quadro: Rebanho em Sintra, Keil

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:45

Colares e a arte

por Nuno Saraiva, em 07.02.07
Photobucket - Video and Image Hosting Pintura de Alfredo Keil. Ponte Rústica em Colares

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:23


Mais sobre mim

foto do autor




Posts mais comentados





Comunique e envie os seus comentários, o que gostou, o que acha que está mal, etc.


Colares, blog da semana!

Muzicons.com





Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D