Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Concerto de Natal

por Nuno Saraiva, em 21.12.08

 

Foto do ArdeCoro e do grupo de músicos da Banda (furtada aqui).

Mais uma para o arquivo das memórias das coisas que vamos fazendo enquanto cá andamos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:30

Almoçageme - ó gente da nossa terra

por Nuno Saraiva, em 01.06.08

Fantástica colecção de fotografias. Estas fotos provocam em mim uma saudade imensa.

 

Do meu avô e de como fazia questão de levar a família toda à festa de Almoçageme.

 

Das dúzias de farturas que comprava e de jantar na Mariazinha e na Adega do Coelho.

 

O meu avô adorava Almoçageme. Adorava as suas tascas e os copos de três.

 

Onde eu me enfrascava em Sumol de laranja, que vinha naquelas garrafas com letras brancas.

 

Muito muito giro o vídeo. Só faltou mesmo fotos do mercado 25 de Abril.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:42

O presépio

por Nuno Saraiva, em 08.12.07
Uma tradição que se tinha vindo a perder, mas que volta a dar sinais de estar mais presente no nosso Natal.

O Natal vai perdendo sentido e as pessoas vão voltando a dar o valor sentimental que o Natal deve ter.

Este Natal vê-se muito mais conjuntos de presépios à venda (É certo que é negócio para quem vende, mas é porque há procura.)

Em minha casa há alguns anos que o presépio não era montado, para aí cinco. Ou era por falta de espaço, ou desinteresse. Este ano decidi voltar a fazê-lo.

Uma das minhas memórias de infância era o apanhar do musgo. O muro do meu quintal estava sempre cheio, nem era preciso sair de casa. Ali na Rua da Prezinha também havia.

Este ano não há musgo. Ou há pouco. Quase não choveu. Bom, não há nos sítios habituais. Vivendo na serra só podia haver. Porém eu queria levar a minha sobrinha e por isso necessitava de um sítio acessível.



Lá descobri algum... Claro que primeiro fui sozinho à procura, não ia levar miúda para apanhar musgo e causar-lhe a frustação de ficar sem saber o que era.



De início a técnica não era a melhor. O musgo era desfeito com os dedos..



Mas passado um bocado, houve a surpresa.. um bocadinho inteiro... E depois.. um maior:




Depois foi só montar o presépio...



Os três Reis Magos e os inevitáveis músicos. Só tenho estes dois que são figuras muito antigas. Antes de os por tive que colar a cabeça do caixa...


Estas coisas brancas redondas que estão à frente do estábulo, são para quem não sabe, as cápsulas que seguram os frutos do eucalipto e que depois caem no Outono. A Mariana ficou fascinada com o chão cheio destas coisas brancas, quase como se fosse a entrada dum mundo mágico, e quis trazer alguns..



Este menino Jesus também é uma peça antiga feita com muito pormenor, dedos e face.. Não posso garantir, mas deve ter sido feito à mão.




A todos um Feliz Natal

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:21

Recordações das Azenhas

por Nuno Saraiva, em 20.07.07





O blog Azenhas do Mar, agora inactivo, é algo de que tenho saudades.

A forma como duas pessoas chegam às Azenhas do Mar, se apaixonam por esta singela terra e a dinamizam, mostra bem como é especial.

É bom recordar o entusiasmo do Pedro, com o peixe que pescou, a exposição que organizou ou o mergulho que deu.

Sempre que chegava ao emprego, sabia que lá estava o post das 8.30 da manhã.. Ou 8.15 ou 8.05. Ou mesmo 8.55. Mas estava lá.

Tinha pensado fazer este apanhado de fotos quando o "Azelhas" fizesse três anos. Mas a data passou e eu estava com muito trabalho, e com um projecto académico em mãos e esqueci-me.

A vida muda. As pessoas mudam. Mas recordar é viver, e hoje, com a história de ter provavelmente sonhado com peixe fresco, apeteceu-me recordar.

Da minha janela,

Aquele Abraço

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:11

Filoxera

por Nuno Saraiva, em 18.07.07
Já chateia esta história. Já só tenho vontade de rir quando quem quer "promover" o vinho de Colares vem sempre com esta história...

Não se defende o paladar, a cor, o cheiro, ou mesmo o facto de ser uma casta rara e provavelmente única.

Não. Vem sempre a história da filoxera. Já se sabe que em 1865, a produção foi superior aos outros vinhos e este ganhou mercado por ser imune a este insecto, por estar na areia, meio em que a filoxera não se propaga.

E é só isto. E isto não é argumento suficiente para defender a produção do vinho de Colares. Há dezenas de outros, e para mim ser uma memória - o facto do meu bisavô paterno- que não conheci, mas de onde vem o meu apelido  - João Saraiva - ter dedicado quase toda a sua vida a trabalhar na produção deste vinho.

Agora a filoxera... É como a defesa benfiquista do Campeão Europeu...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:04

Sebe Saloia

por Nuno Saraiva, em 19.04.07

Hoje vi no site No Prato Com a análise do restaurante Sebe Saloia, em Galamares. Nunca lá almocei, mas este restaurante recorda-me o tempo em que andava a tirar a carta. Graças à sebe saloia, ficava sempre em Colares no final das aulas de condução, pois o meu instrutor todos os dias lá ia almoçar. E já na altura, há mais de dez anos, ele referia a Sebe Saloia como o melhor restaurante de todo o concelho. 

 

E diz assim o site:

 

 

Na lindíssima estrada que liga Sintra a Colares, há uma pequena aldeia chamada Galamares. Aqui encontramos o restaurante Sebe Saloia - um terço taberna, um terço tasca, um terço chalet Suíço (só vendo!).

É daqueles restaurantes que não se visita por acidente - quem lá começa a ir, além de continuar, vai levando os amigos. Por duas razões: a comida e a simpatia. A comida é saborosa e simples - nada de grandes invenções, simplesmente bons ingredientes e boa mão na cozinha. O serviço é a outra razão de lá ir, simpático e eficiente - a D. Lena consegue atender uma sala cheia de pessoas como em muitos restaurantes três empregados não conseguem…

As atracções gastronómicas principais são os bifinhos enrolados e os nacos na pedra, sempre acompanhados de umas batatas fritas exactamente como aquelas da nossa infância! A sangria é também muito boa, assim como as sobremesas. (link)

 

Um dia destes ainda lá vou com a Lucyta.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:51

Viana do Castelo

por Nuno Saraiva, em 28.08.06

 

 

 

O David, que é de Viana do Castelo, e esteve por lá nas férias, colocou este vídeo do cortejo das festas de Nossa Senhora da Agonia. Ao ver este vídeo não posso deixar de recordar a ida da nossa banda lá acima. Todos temos com certeza na memória aquele rapaz alto e magro, de cabelo preto, que no conjunto dos Zé Pereiras tocava o bombo com a toda a energia no mundo. Passados mais de 10 anos, os bombos continuam lá, a festa continua grande. E a banda?? Quando conseguiremos fazer um trabalho que nos permita lá ir outra vez? Temos que ir aos ensaios.. Agora já há cervejas e sumos e tudo.. Gratuitos para todos os músicos..

Vamos a Viana? (Ou a Colares?)

Sexta há ensaio

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:01


Mais sobre mim

foto do autor




Posts mais comentados





Comunique e envie os seus comentários, o que gostou, o que acha que está mal, etc.


Colares, blog da semana!

Muzicons.com





Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D