Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Antes do roubo

por Nuno Saraiva, em 26.05.09

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:40

Foto do roubo

por Nuno Saraiva, em 26.05.09

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:36

Roubo

por Nuno Saraiva, em 26.05.09

A GNR está no local.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:42

Notícia

por Nuno Saraiva, em 26.05.09

Roubaram as cabeças de pedra da quinta em frente á casa Mazzioti.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:35

Como funciona o twitter

por Nuno Saraiva, em 24.05.09

Várias pessoas que leem este blog e têm visto uma outra referência ao twitter, bem como referências na comunicação social, têm-me perguntado como funciona o twitter, e experimentando não vêm que interesse tem, nem o porquê do seu sucesso.

 

Antes de mais, não se pode pensar no twitter como um blog. O twitter é uma ferramenta de comunicação rápida, não se deve pensar na nossa página do twitter como um link que alguém abre, lê e é essa a sua experiência. Isso são os blogs normais.

 

O Twitter faz sentido como um conjunto de conversas, onde por vezes aparecem outras pessoas que têm interesse no assunto abordado.

 

Compreender o twitter é essencialmente compreender o conceito de followers e de Following.

 

Followers são um conjunto de pessoas que o adicionaram à rede de twits que lê.

 

Following é o conjunto de pessoas que um utilizador lê.

 

Vou exemplificar a criação duma conta e sugerir como começar no twitter.

 

http://twitter.com/

 

 

 

Após registo é este o aspecto da nossa conta twitter. Temos a caixa para escrever os twitts, o n.º de followers e o nº de following a zeros. Escrevendo dois twitts,  temos o seguinte aspecto:

 

 

(Em relação à configuração de aspecto não vou aqui detalhar dado ser muito simples compreender o modo de o fazer)

 

A questão agora é: Quem leu o meu twitt

A resposta: Ninguém

 

Por norma ninguém vai a uma página do twitter para ler. Mesmo que a publicite no blog.

 

A maneira de ter quem leia o twitter é ler o twitter de outras pessoas. Para isso basta carregar no botão follow na página do twitter de cada pessoa.

 

 

Vamos adicionar por exemplo o twitter do Guy Kawasaki

 

Ao abrirmos agora o twitter vemos o nosso twitter vemos não só os nossos twitts, mas também os twitts das pessoas que adicionamos..

 

 

 

2 minutos depois e 3 adicionados.. Vemos sempre os twitts de todas as pessoas que seguimos (da mesma forma quem nos segue, vê os nossos twitts). Neste caso vemos uma pergunta do utilizador nsaraiva e a resposta do utilizador browserd.

 

 

Podemos procurar uma pessoa através da opção Find People. Para isso basta escrever o nome da pessoa ou o nome de utilizador twitter.

 

Quando vemos no twit, o simbolo @ seguido do utilizador, significa normalmente que se trata duma resposta, e normalmente podemos ver a pergunta.

 

Isto será útil se virmos uma resposta acerca dum assunto que nos interessa. Por exemplo.

 

 

Quando vemos uma resposta como por exemplo o twit do João Lúcio, existe no final, um link para o twit ao qual ele está a responder. Podemos ver a pergunta.

 

 

Para terminar fica ainda o modo como se responde a um twitt, passando com o rato na zona à direita, aparece uma seta de reply, que permite responder ao twitt em questão.

 

 

De seguida é só escrever a resposta.

 

 

Penso que ficou um esclarecimento mais do que detalhado para perceber essa coisa do twitter.

 

Twitters que ajudaram (através do twitter, respondendo)

Bruno Miguel

Pedro Rebelo

João Lúcio

 

Twitters Famosos que sigo:

Presidência da República

Nuno Markl

Alberta Marques Fernandes

 

Outros

Meu Nuno Saraiva

Lucyta

Colares

 

Internacionais

Arnold Schwazenegger

Barack Obama

Michael Phelps

 

Ficam algumas sugestões, há muito mais...

 

Nota: Sobre o Facebook que é o Hi5 dos adultos, que também está na moda, não me perguntem nada, porque eu não tenho..

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:10

SMAS Sintra recrutam 12 assistentes

por Nuno Saraiva, em 22.05.09

A empresa municipal SMAS Sintra estão a contratar assistentes operacionais e assistentes técnicos. Estes concursos têm a duração de 10 dias úteis.

Concursos de recrutamento dos SMAS Sintra:

Via http://queluz.org/

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:21

A Padaria da Ermelinda

por Nuno Saraiva, em 20.05.09

 

 

A Padaria da Ermelinda

 

Uma das minhas recordações de infância é, sem qualquer dúvida, a Padaria da Ermelinda. Quem não se lembra daquela casinha no largo do restaurante "O Padeiro"? Sempre que a minha mãe lá ia pela manhã comprar as carcaças, e um bolo de arroz (o meu preferido), eu ia com ela. E ia cheio de ânimo. E porquê? Porque sabia que me ia divertir um pouco. A Ermelinda sempre teve um dom para lidar com as crianças e eu sentia-me bem com ela. Sentia-me bem na sua pequena Padaria. A Ermelinda tinha sempre algo para nós. A mais memorável das recordações que eu tenho são: os relógios que ela nos desenhava no pulso a caneta de côr azul (a caneta com que ela fazia a conta aos trocos num papel manteiga cinzento manchado). Alguém se lembra? Eu achava aquilo espectacular. E enchia-me de orgulho a imaginar que já era um adulto que sabia olhar para um relógio e conseguir decifrar que horas eram. E cada dia era um relógio diferente. Uns mais sofisticados que outros... Mas não esqueço, nem nunca esquecerei, esta recordação: os relógios da Ermelinda da Padaria!.

 

 

 

Um post dos Colares mais próximos de Colares: Os primos Colares

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:05

O Cântico dos Melros

por Nuno Saraiva, em 19.05.09

23 de Maio, na Biblioteca Municipal de Sintra;
Augusto Carlos publica livro para despertar:
"O Cântico dos Melros"

O autor sintrense Augusto Carlos acaba de lançar o seu mais recente livro, "O Cântico dos Melros". Foi no dia 9 de Maio, sábado, ao final da tarde, que o escritor, chancelado pela Nova Vaga Editora, desvendou um pouco do véu à volta deste romance totalmente inspirado na realidade actual.


Nem a chuva afastou mais de 40 pessoas que foram tomar contacto com uma história que fala de adormecimento e de despertar. O evento teve lugar na Associação Agostinho da Silva, em Lisboa, e o livro foi apresentado pelo professor de Filosofia, ensaísta e escritor Paulo Borges, presidente daquela instituição. No itinerário das apresentações seguem-se Sintra (23 de Maio, sábado, às 16 horas, na Sala Polivalente da Biblioteca Municipal de Sintra - Casa Mantero).


Sobre o livro

 

E se o Homem vivesse ao contrário, contra ele próprio, contra a Natureza de que faz intimamente parte? E se a sociedade actual fosse uma 'Hibernolândia' habitada, em grande escala, por cidadãos adormecidos que se demitem de reflectir e de seguir os seus próprios instintos e desejos?
E se houvesse um conjunto de cidadãos que, contra a corrente dominante e guiados por uma inteligência superior, conectada com o Universo e as leis da Natureza, zelasse pelo natural bem-estar da Humanidade? Ficção? Só em parte, pois o "O Cântico dos Melros", o nono livro de Augusto Carlos, é um grito de cor, e de alerta, contra um paradigma que torna o Homem infeliz. É, mais do que teoria, um manual prático para aplicar à vida e evoluir.

 

 

Sobre o autor

Augusto Carlos, nascido em 1955, em Gaza, Moçambique, vive na Beloura, Sintra, é empresário, formado em Engenharia e apaixonado por Filosofia. Autor de romances em que aborda temas relacionados com o amor, a paz, a felicidade e o diálogo inter-cultural, é um humanista e um pacifista.

 

 

 

 

 

 

 

Nota: Autoria do texto, imagem e foto: Cristina Fernandes (Nova Vaga Editora)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:33

                                                         

 

Depois de algum tempo sem posts de empreendedores de Colares, voltamos desta vez, para trocar impressões com Carla Firmino. Felizmente foi possível aproveitar o espaço após o seu pai encerrar a oficina da qual era cliente.

 

O que é a Art Gallery Carla Firmino, e quais são os objectivos?

 

Art Gallery-Carla Firmino, é um sonho que se realizou no dia 9 Fevereiro do corrente ano, é uma galeria com um dinamismo contínuo, dinamismo este que se encontra não somente nas aberturas das exposições como todo  o período em que está patente.
Objectivos são os de conseguirmos criar um maior numero de público e ao mesmo tempo conseguir incutir o gosto pela arte, temos tambem a prioridade de lançar novos talentos, apostando no seu potencial.
 A art Gallery-Carla Firmino como disse anteriormente, espera estar sempre em movimento e para isso vai avançar com um segundo espaço de exposições já no final do próximo mês de Junho em Lisboa.

 

Tenho ideia que rentabilizar economicamente não será fácil. É um investimento viável?

 

Uma galeria de arte como qualquer outro negócio tem de se firmar e afirmar no mercado.
Neste momento estamos a nos firmar no mercado, criando estrutura para nos podermos futuramente afirmar no mercado da arte.

 

Como é que surgiu a ideia e a decisão de passar de uma simples admiradora de arte para fazer disso, algo mais sério, levando-a a fazer este investimento na Art Gallery?

 

A arte sempre me fascinou, principalmente a pintura e escultura, pois é algo que mexe com o meu ser e com a minha forma de estar.
O que me levou a fazer este investimento, foi o facto de acreditar que sou capaz de criar uma galeria "diferente", conseguir dar ao público algo que ele ao sair do nosso espaço fique satisfeito ao ponto de voltar sempre.
Para mim como galerista é uma satisfação ver e sentir, do pouco que já foi feito, que o público que tem estado presente, sai sempre com um sorriso de satisfação.

 

 

Se um jovem que seja totalmente desconhecido, mas achar que tem obra para ser mostrada, pode contactar a Art Gallery? Evidentemente que tem de haver qualidade mínima, até porque uma exposição de fraca qualidade pode prejudicar a imagem da Galeria. Mas antes disso há possibilidade do pessoal da Art Gallery analisar a obra e propor uma exposição?

 


Todos os trabalhos expostos na galeria, primeiro são vistos por pessoal da curadoria para aprovação dos mesmos em conjunto com a galeria, pois mesmo lançando novos artistas apostamos na qualidade dos trabalhos e no potencial do artista.

 

Há muita gente em Portugal, a viver exclusivamente da arte? Refiro concretamente aos artistas - pintores, escultores, etc.

 

As pessoas que conheço a viver só da sua arte, são algumas que já têm nome bem patente no mercado, pois é  complicado nos dias de hoje para um artista em inicio de carreira, porque nem todos acreditam no seu valor.

 

 

Que exposição está a decorrer actualmente?

 

A exposição Sintra Romântica. Um conjunto de aguarelas de Rui Pinheiro.

 

 

 

Qual vai ser a próxima?

 

Será uma Exposição Colectiva: Teresa Nery, Stella Vaz e Henrique Reis. O nome da exposição é ATITUDES e a Inauguração dia 23 de Maio (Sábado). A exposição estará patente até 06 de Junho, 2009.

 

 

Da mesma forma que dizem que os árbitros são pessoas que adoram a modalidade mas não têm jeito para a jogar, há quem diga quem organiza exposições de arte, adora arte mas não tem jeito para a criar. A Carla pinta, ainda que a nível amador, ou é este o seu caso?

 

Eu pinto há já alguns anos, não tenho formação académica mas tenho paixão e vida naquilo que pinto.
Gosto muito de escultura e é algo que já tenho em mente alguns projectos que espero conseguir realizar no próximo ano.
A pintura sempre esteve presente na minha vida, desde criança sempre gostei de pintar, então qualquer objecto que me fosse propício eu pintar  lá deixava a minha marca, até que cheguei às telas, o que me dá grande satisfação.

 


Qual é o seu quadro preferido?

 

Não tenho nenhum "quadro preferido", tenho sim muitas obras que me dão um prazer imenso ao admira-las e perceber a(s) técnica(s) que nelas foram utilizadas para que desse aquele resultado final.

 

Existem limites para a arte? A arte pode ser considerada de tal forma violenta ou pornográfica, que tenha de ser exposta com restrições? Estou a recordar-me do episódio recente do quadro de Gustave Courbet na capa de um livro e a PSP de Braga.

 

 

 Depende da forma que olhamos a arte ou "aquela" obra de arte.
Tudo tem a sua forma de ser visto, interpretado, a  forma como é apresentado e todo o seu contexto onde se insere.
Agora se existe limites para arte? Penso que não.
Existe sim limites para a forma como a arte é apresentada.

 

 

Carla, muito obrigado por ter tomado esta iniciativa e por ter participado nesta rubrica que pretende divulgar o empreendedorismo que faz a freguesia de Colares andar para a frente.

 

 

Carla Firmino à esquerda e Rosária Casquinha da Silva à direita, colaboradora da galeria, na foto durante a inauguração da exposição de Idília Silva (ao centro à direita de João que colaborou na exposição em causa)

Contactos

Carla Firmino Lopes
Avenida Bombeiros Voluntários, nº 46-C
2705-180 Colares
Tlm. 969 455 320
E-mail: artgallery.carlafirmino@hotmail.com

 

Horário de Funcionamento

De 4ªFeira a Domingo, das 15h ás 19h.

 

Encerra aos feriados

http://artgallerycarlafirmino.blogspot.com/

 

Fotos (cima para baixo)

1) Aspecto da exposição Sintra Romântica de Rui Pinheiro

2) Recepção da Galeria

3) Abílio Marcos junto às suas obras

4) Duas obras de Eduardo Oliveira Bentub

5) Dulce Fialho junto a uma obra da exposição À Espera de Godot

6) Eléctrico em frente à Adega Regional de Colares por Rui Pinheiro

7) Azenhas do mar por Rui Pinheiro

8) Obra de Teresa Nery

9) Aspecto da exposição de Idília Silva

10) Quadro: Target de Paula Rego

11) Durante a inauguração de Idília Silva

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:30

Empreendedores de Colares, hoje.

por Nuno Saraiva, em 18.05.09

Esta semana vamos conhecer a Art Gallery Carla Firmino.

 

Logo à noite.

 

Entretanto pode ir lendo ou recordando os post passados publicado nesta rubrica.

 

Empreendedores de Colares

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:11

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor








Comunique e envie os seus comentários, o que gostou, o que acha que está mal, etc.


Colares, blog da semana!

Muzicons.com





Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

subscrever feeds