Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Peninha

por Nuno Saraiva, em 29.06.08

 


 

 

 

Uma das vistas mais amplas que se pode obter na nossa região, é a vista da Peninha. Nos dias mais claros, vê-se a ponte, o Cristo Rei e a Caparica.

 

Aproveite um dia de Verão em que a temperatura não esteja demasiado alta e vá ao Cabo da Roca (É sempre interessante estar no ponto mais ocidental de Portugal continental) vá lá acima à Peninha respirar um bocado, e termine com uma imperial na Praia Grande, ou nas Azenhas do Mar, onde é mais fácil estacionar.

 

Há coisas fantásticas.

 

(Fotos de Phil)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:04

Fim-de-semana

por Nuno Saraiva, em 28.06.08

A vida.

 

A vida tem transformado este blog num blog de fim-de-semana. Por vezes abordam-me amigos, a perguntar: " Então, não escreves nada?" "Aquilo está fraquinho..."

 

Estas perguntas deixam-me ao mesmo tempo feliz e triste.

 

Feliz por saber que á pessoas que gostam de ler o Colares - Entre o mar e a serra, e que o têm nos favoritos, e por aqui passam.

 

Triste, porque uma coisa que me deixa realmente triste é saber que alguém vem aqui para ler algo e quando chega não há nada de novo. E esta situação repete-se uma, duas e três vezes.

 

Para quem não sabe, este blog já fez três anos, nem tive oportunidade de assinalar a data, também não é o mais importante. Ainda assim muito obrigado a todos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:22

Procuro casa em Colares

por Nuno Saraiva, em 24.06.08

Olá

O meu nome é Sandra e estou à procura de casa para arrendar na zona de Colares.

Procuro uma moradia, com 3 quartos mínimo e um espaço de garagem ou tipo anexo que dê para montar um atelier/escritório.

Se souberem de algo agradecia o contacto.

 

Obrigada

Sandra

spmarquesvalente@clix.pt

Tel. 919907805

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:25

Faleceu o Padre António

por Nuno Saraiva, em 22.06.08

O Padre António Emílio, que em 1977 me baptizou.

 

Padre António Emílio: uma luz que se apagou

 

Conheci o padre António Emílio Martins de Figueiredo, em Colares, decorria o ano de 1976, recém-chegado de Alfama onde for a pároco de Santo Estevão  e S. Miguel.

Já de meia-idade, transparecia nele a força, a serenidade e a sabedoria que somente um percurso de vida intensamente preenchido de trabalho, de conhecimento, de sensibilidade e de amor ao próximo consegue transmitir. Mais tarde, viria a perceber porquê.

Era um homem simples, culto mas acessível, despojado de bens materiais, conhecedor como ninguém da natureza humana e sempre perto daqueles que mais deles precisavam; ou pelas agruras da vida, ou por fazerem a caminhada longe da sua Igreja para onde ele sempre os chamou, sem que disso se apercebessem.

Natural de Tornada, cantou a “missa nova” em Julho de 1953, iniciando uma vida ao serviço dos outros por vários caminhos que o trouxeram até Colares e depois a Algueirão – Mem Martins.

 (…)

Após o 25 de Abril, por escolha de professores e alunos, regressa à Casa Pia como director da secção de Pina Manique, cargo do qual se demitiu, a seu pedido, por não concordar com a política determinada pela provedoria, apesar de um ano de intenso trabalho na tentativa de remodelação dos métodos educativos da casa.

 

Homem de grandes preocupações sociais

 

Em Colares, deixou vários testemunhos do que foi a sua acção como pároco e homem de grandes preocupações sociais.

Conduziu importantes obras de restauro na Igreja Matriz e na Igreja de Almoçageme, levou a paroquia a adquirir o terreno para a construção da Igreja da Azóia e foi o fundador do Centro Social, com a assinatura do acordo de cooperação com a Segurança Social, que teve por base o jardim de infância do Externato Paroquial.

Por essa altura, promoveu o alargamento das instalações do jardim de infância então existente com a construção de um edifício próprio e inaugurou a extensão do Centro Social em Almoçageme, após obras  de remodelação da antiga “Cada da Brincadeira” contígua à igreja.

Retoma então novamente a sua actividade como professor na escola da Sarrazola, onde desperta nos alunos um renovado interesse pela disciplina de Religião e Moral, enchendo as aulas de alegria e de canções, dinamiza grupos de jovens com uma linguagem nova, conseguindo assim reunir à sua volta muito adolescentes.

Na freguesia de Algeirão – Mem Martins despediu-se do nosso concelho.

Não sem que antes voltasse a deixar marcas importantes; na mobilização dos jovens, apoiando a instalação pela paróquia de um estúdio de rádio e de um mini-estúdio de televisão e vídeo, no incentivo à criação de grupos corais, no desenvolvimento de intensa actividade religiosa, cultural e social e, mesmo convalescente de doença grave, na construção do Centro Social Paroquial.

Do município de Sintra, recebeu em 1992 e 1997 as medalhas de outro e de prata, pelos serviços prestados nas freguesias de Colares e de Algeirão – Mem Martins, respectivamente.

Em 1999, foi a vez da Câmara Municipal das Caldas da Rainha o distinguir com a atribuição da medalha de ouro do concelho.

O padre António Emílio despediu-se de todos nós no passado Sábado, dia 22, vésperas do Domingo de Páscoa.

Já muito debilitado, passou os seus últimos tempos num lar para idosos bas Caldas da Rainha, na companhia de sua irmã, sempre presente.

Morreu rodeado da maior simplicidade. Exactamente como sempre quis que fosse a sua vida.

 

Graça Pedroso

Jornal de Sintra

4 de Abril de 2008

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:25

No dia 06 de Julho de 2008, na Praia-das-Maçãs, todas as Associações da Freguesia de Colares estarão representadas num desfile que irá apontar e tornar perceptível quão forte é o movimento associativista na freguesia de Colares.

 

Este encontro, numa altura em que o associativismo perde adeptos, devido aos novos estilos de vida, um pouco mais egoístas e comodistas do que o da geração anterior à minha; vem lembrar as pessoas que uma das melhores coisas de estar vivo, é viver em sociedade.

 

Após o desfile, haverá um concerto com as três bandas, uma ideia que me agrada muito. Não pude ir ao primeiro ensaio conjunto, por ter outros compromissos, mas tal como no futebol gostaria que as pessoas fossem amigas, também nas bandas o desejo.

 

Após o desfile, que as três bandas possam ensaiar, e ter as melhores prestações musicais, é o meu voto sincero.

 

Um viva às bandas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:15

Os Serviços Municipalizados de Sintra (SMAS) inauguraram o reservatório do Mucifal, que, além deste local, permitirá abastecer as povoações de Colares, Várzea de Colares, S. Sebastião, Selão, Banzão, Pinhal da Nazaré, Rodizio e Praia das Maçãs.

 

A empreitada foi consignada pelo valor de cerca de 596 mil euros e teve um prazo de execução de 147 dias.

 

Além desta obra, os SMAS de Sintra concluíram também a rede de drenagem da Praia Grande, constituída por cerca de 1230 metros de colectores, respectivos ramais e uma estação elevatória compacta de águas residuais domésticas.

 

A empreitada incluiu ainda a instalação de uma conduta de água para abastecimento e remodelação de ramais. A obra, cujo valor final é de 186 844 euros, teve um prazo de execução de 89 dias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:25

Exemplos de cidadania

por Nuno Saraiva, em 08.06.08

Os moradores do cruzamento da Rua Augusto Rosa com a Rua do Barão junto à Sé de Lisboa, colocaram umas floreiras no gradeamento deste cruzamento, uma pequena praceta triangular, bastante agradavel e voltada a poente, protegida pelo muro da Sé e pelos edificios contíguos.

 

 

Esta instalação foi partilhada nos custos pelos moradores, desde a sua montagem. As graciosas floreiras em ferro provém de um edificio vizinho, compraram-se braçadeiras, vasos, pintou-se o gradeamento, e todos têm contríbuido, alimentando os vasos com diversas flores.

Este espaço público desde então tornou-se bastante agradavel, e tem sido elogiado por todos.
Os moradores têm vindo a ocupar-se da manutenção, que vai desde regar, adobar, cuidar das plantas, até à pintura do gradeamento.
A atitude destes moradores é uma característica tradicional de Lisboa que só existe nos bairros históricos, a absorção de pequenos espaços públicos pela população.

Acontece este pequeno cantinho de Lisboa tão apreciado pelos seus moradores e tão fotografado incomoda alguns técnicos camarários mais zelosos, que não aceitam e teimam em retirar as floreiras, pois não está licenciado ou autorizado!

A situação é óbviamente caricata e tem incomodado os seus moradores que apelam ao bom senso dos funcionários da autarquia, nomeadamente quem melhor defende os interesses deste bairro histórico ou seja a Unidade de Projecto da zona e a Junta de Freguesia da Sé, para a defesa destes espaços, afinal tão característicos de Lisboa, e que representam um local de descanso não só para os seus moradores como também de tantos turistas nas suas caminhadas pela nossa Cidade.

 

 

Gonçalo Cornélio da Silva em Cidadania Lx.

 

Um post positivo num blog quase sempre negativo, mas para para pensar:

  • Vivemos em comunidade ou num sítio com pessoas?
  • As autarquias defendem sempre os interesses dos cidadãos? Deixam espaço para a "sociedade civil"?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 15:03

Almoçageme - ó gente da nossa terra

por Nuno Saraiva, em 01.06.08

Fantástica colecção de fotografias. Estas fotos provocam em mim uma saudade imensa.

 

Do meu avô e de como fazia questão de levar a família toda à festa de Almoçageme.

 

Das dúzias de farturas que comprava e de jantar na Mariazinha e na Adega do Coelho.

 

O meu avô adorava Almoçageme. Adorava as suas tascas e os copos de três.

 

Onde eu me enfrascava em Sumol de laranja, que vinha naquelas garrafas com letras brancas.

 

Muito muito giro o vídeo. Só faltou mesmo fotos do mercado 25 de Abril.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:42

Ciclista da GNR salva menino inglês

por Nuno Saraiva, em 01.06.08

Um menino inglês, de 12 anos, foi ontem salvo de morrer afogado nas águas da Praia Grande, em Sintra, por um militar pertencente ao pelotão de BTT do Regimento de Cavalaria da GNR. O soldado estava de patrulha com um colega nas imediações da praia quando se apercebeu de que o menor e o pai estavam em apuros, saltando de imediato para a água.

 

O acto heróico ocorreu pelas 14h50, durante uma patrulha de estágio realizada pelos dois militares ciclistas no Destacamento de Sintra da GNR.O pânico demonstrado pelo pai do menino inglês chamou a atenção dos dois colegas.

 

Um destes, de 25 anos, não hesitou e tirou a roupa com o intuito de saltar para a água. O progenitor da criança britânica não estava a conseguir evitar que o filho fosse puxado pela forte corrente em que ambos se viram envolvidos.

 

Desorientada, a criança foi retirada da água pelo soldado da GNR enquanto o pai saiu pelos próprios meios. O menino foi então acalmado pelo progenitor e acabou por não necessitar de receber qualquer tipo de assistência hospitalar.

 

Correio da Manhã

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:19


Mais sobre mim

foto do autor








Comunique e envie os seus comentários, o que gostou, o que acha que está mal, etc.


Colares, blog da semana!

Muzicons.com





Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

subscrever feeds