Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Novo blog de Colares

por Nuno Saraiva, em 17.11.06

Foi lançado recentemente mais um blog na Freguesia de Colares. É o blog do Grupo Cénico Pérola da Adraga. Grupo de teatro amador nascido na Sociedade Recreativa e Musical de Almoçageme.

 

 Ao grupo Pérola da Adraga os desejos do maior sucesso.

PÉROLA DA AGRAGA

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:23

Colares e a Imprensa

por Nuno Saraiva, em 16.11.06

A notícia da ordem de demolição da Mansão de João Justino, trouxe Colares de volta à imprensa.

SIC

Jornal de Negócios

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:19

Passeio pedestre aos Capuchos

por Nuno Saraiva, em 14.11.06

19 de Novembro (Domingo)
Sócios 3E      (inclui Entrada & Seguro)      Não Sócios 5E
09h00 - Concentração no Largo da Igreja Paroquial de Colares
Inscrições   Escritório Sara Regueira Jorge - Mucifal
                            21 928 22 03 - 96 300 43 89 - 96 53 84 336
(Inscrições limitadas até 18 de Novembro (Sábado) até às 18 Horas
(Para usufruir do SEGURO)
No dia do Passeio não esquecer o Bilhete de Identidade ou o Cartão de Eleitor
Organização Banda B.V. Colares integrado nas comemorações do seu 115º Aniversário

Foto: Tht studios (Creative Common)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:15

Trilhos de Natureza pelo Cabo da Roca

por Nuno Saraiva, em 09.11.06

O Cabo da Roca, o ponto mais ocidental do continente Europeu, reúne uma admirável beleza paisagística a um excepcional valor ambiental, sendo certamente um local que merece uma visita guiada. Sugerimos-lhe trilhos que vale a pena seguir.

Muito famoso por ser o local mais ocidental do continente europeu, o Cabo da Roca, também denominado "Focinho da Roca" pelas gentes ligadas às coisas do mar, e mais poeticamente por "Promontório da Lua", integra-se no Parque Natural de Sintra Cascais, o qual engloba uma vasta área de interesse natural e beleza paisagística que vai desde a Cidadela de Cascais até à foz do rio Falcão.

Da praia do Abano à praia da Adraga, passando pelo Cabo da Roca, encontramos inúmeros aspectos de interesse biológico, geomorfológico e até arqueológico, que se podem descobrir caminhando pelas arribas cortadas por vezes por estreitos percursos de água que se dirigem a pequenas praias, algumas delas um pouco escondidas e de difícil acesso, despertando assim, ainda mais a nossa curiosidade. Seria impossível apreciar tudo isto num só dia! A sua beleza, diversidade florística e faunística e a sua geologia, merecem ser apreciadas com tempo e calma. Existem pois, motivos, não só para uma, mas para várias visitas a esta área do Parque Natural.

Propício para o fotógrafo e o amante da natureza que gosta de caminhadas, mas com lugar também para outras actividades mais radicais como o mergulho, surf, escalada, orientação e desportos não motorizados de duas rodas.

 

COM SINTRA PELO CAMINHO

Podemos desde logo aproveitar a pequena viagem de Lisboa e torna-la numa descoberta, pois existem várias maneiras de lá chegar. E vale a pena dar uma volta maior, demorar um pouco mais e apreciar a paisagem e até parar numa das vilas para apreciar os famosos pastéis, e travesseiros de Sintra entre outras guloseimas da doçaria local.

Um dos mais bonitos percursos que se pode fazer é contornar a serra pelo Norte. Seguindo pela IC19 até Ranholas mas seguindo em frente na rotunda, em direcção a Sintra. De Sintra seguimos em direcção a Colares, por uma estrada muito pitoresca e cheia de curvinhas ladeada por diverso arvoredo, bonito de se ver num fim de tarde, quando a luz dá um tom quente à folhagem em contra luz. Acompanhando esta estrada existe a antiga linha de caminho de ferro (dos eléctricos), que está a ser reabilitada para fins turísticos, e que levava os habitantes de Sintra à Praia das Maçãs. Chegando a Colares, viramos para Sul, seguindo pela estrada que passa pela a Azóia e nos leva, sem engano, ao Cabo da Roca.

Existe um rotunda mesmo no fim da estrada, onde podemos deixar o carro e iniciar o nosso percurso a pé. Uma das primeiras coisas a visitar é o farol e o cruzeiro que fica na pontinha do cabo. Tem-se daí uma espectacular vista, principalmente para norte, das praias da Aroeira e da Ursa.

A MALHADA DO OURIÇAL

Para chegarmos ao trilho da Malhada do Ouriçal, que se faz com pouca dificuldade, descemos ao longo da costa, em direcção a sul, pelas escarpas, indo dar a um ribeiro que cai em cascata para a praia. Podemos aí virar à direita, onde há uma descida. A partir daqui, a descida faz-se com mais cuidado, pela rocha abaixo. A malhada é o nome que se dá a uma praia de calhaus, sem areia. Da praia avistamos algumas rochas muito fotogénicas emergindo do meio do mar. Se a maré estiver vazia podemos passar para norte, e fazer um caminho diferente de volta até ao cabo. Por aqui deparamos com grandes pedras ali caídas, com umas pequenas figueiras nascidas no meio, e por onde se pode subir. Aí encontramos durante boa parte do ano o cravo Dianthus cintranus que só existe no Cabo da Roca. É preciso ter cuidado para não os pisar, não só por que são bonitos e por respeito à Natureza, mas também porque estão em perigo de extinção, sendo por isso uma espécie protegida por lei. Existe um trilho sempre a subir que nos leva até à parte mais escarpada da falésia e aí, com ajuda duma corda que ali existe, podemos subir. Esta última parte do percurso é um pouco mais difícil para os menos ágeis, mas ainda assim, acessível.

Um bom texto de Carlos Neves no Site NATURLINK. Um passeio a fazer sem falta!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:22

Aniversário da banda

por Nuno Saraiva, em 06.11.06

Photobucket - Video and Image Hosting

 

A Banda dos Bombeiros Voluntários de Colares cumprimentou no dia 1 de Novembro os seus sócios percorrendo as ruas de Colares na habitual arruada. Foram visitadas as instituições da terra tais como o Sport União Colarense, A Junta de Freguesia de Colares, a G.N.R. e os Bombeiros Voluntários de Colares. A Banda foi também simpaticamente recebida na Quinta Mazziotti (Comendador João Justino) e na Quinta do Murraçal.

Antes o nosso grupo de música sacra acompanhou o coro da igreja na missa.

Há noite houve concerto da Orquestra Regional de Colares e da própria Banda numa sala que esteve cheia de audiência. Nesta noite houve a habitual entrega de diploma de estreia a Afonso Lopes e entregas de estrelas comemorativas de 20 anos de músico a Rita Dias e a Luis Lopes.

Houve uma simples mas sentida homenagem a António Caruna, há muitos ligado a cargos directivos da Banda e dos Bombeiros. António Caruna passou a ter a sua foto na sede da banda. É bom quando estas homenagens acontecem em vida.

Foi bom o 115.º Aniversário da Banda dos Bombeiros Voluntários de Colares

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:49

Era para ser solteiros casados...

por Nuno Saraiva, em 04.11.06
Photobucket - Video and Image Hosting


Mas os casados apareceram desfalcados e alguns atrasados pelo que se acabou por fazer Benfica-Sporting..
Foi uma boa tarde de convívio entre elementos da Banda de Colares. Para variar não marquei nenhum golo... Mas fiz algumas defesas, na minha vez de ir à baliza.

O menos importante, o resultado, ficou 15 - 12 com vantagem para os sportinguistas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:42

Comentário

por Nuno Saraiva, em 04.11.06
De Francisco Soares Melo a 1 de Setembro de 2006 às 21:21
Gostei muito deste blog. O Colares eo notícias da freguesia foram os meus preferidos, o Alablogue surpreendeu-me pela pesquisa. Conheço Colares minimamente e aprecio muito o vosso vinho. É interessante como uma terra tão escondida consegue ter tantos blogs e com tanta história, com tantas pessoas.

Sou estudante de medicina e ao ler um artigo sobre doenças da pele, dei com o nome Carlos França. Foi assim que eu aqui vim parar através do Google. Depois li todos os blogs que linka desde o Azenhas do Mar ao De Sintra, e realmente a maioria são muitos bons.

Parabéns a todos.

Nota: são neste momento 21.30, quando fiz a pesquisa eram 18.00. Andei a passear á volta de Colares este tempo todo.


Aproveito para colocar este comentário que ainda não tinha tido o merecido destaque.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:30

Comentário destrutivo

por Nuno Saraiva, em 04.11.06
De Citadino a 4 de Novembro de 2006 às 11:51
Sendo moderado não há nada a fazer mas de qualquer forma lê você o meu comentário: com tantos assuntos interessantes no mundo escolher Colares, uma terra desinteressante, de beleza banal ao pé de tantas outras localidades banhadas por mar e serra e com habitantes profundamente retrógados (não falamos em tradicionais) e mesquinhos...
Há gostos para tudo.

Gostava que desenvolvesse mais a sua ideia acerca dos habitantes de Colares. Acha mesmo que as pessoas que amam a cidade são mais felizes? Por serem cosmopólitas e modernas?

Aproveito a ocasião para relembrar que nenhum comentário é censurado salvo se ofender alguma pessoa ou for alguma acusação sem qualquer fundamento. Como vê, os mais relevantes são colocados como posts mesmo sendo negativos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:14

Pág. 2/2



Mais sobre mim

foto do autor








Comunique e envie os seus comentários, o que gostou, o que acha que está mal, etc.


Colares, blog da semana!

Muzicons.com





Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

subscrever feeds