Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Nunca é tarde para aprender.

por Nuno Saraiva, em 17.06.09

Lê-se por vezes na internet, e até se ouve, aqui nos meios mais pequenos, pessoas a falar em cachaporra, sem saber o verdadeiro significado da palavra.

 

Ainda hoje, no blog do Bernardo, li:

 

Continua porra, senão levas uma cachaporra ;)

 

O sentido usado é: Levas uma porrada ou levas uma cacetada.

 

Porém, uma cachaporra é um objecto. De forma genérica um pau com características tais que possa servir para bater.

 

Em Portugal, a palavra nunca foi verdadeiramente adoptada, sendo apenas considerada uma expressão popular, para designar os paus que os rurais utilizavam para dominar os burros.

 

 

Porém, em Espanha é utilizada e conhecida como objecto: Cachiporra. Cachiporra designa genericamente todos os objectos genéricos para bater, desde as antigas mocas primitivas aos modernos cacetetes.

 

 

Na imagem, uma estátua do Museu do Vaticano, segurando o que os espanhois chamariam uma cachiporra.

 

Um interessante poema popular, serve também para ilustrar a correcta utilização da palavra cachaporra:

 

.. no bailarico, diz o rapaz :
Um copinho, dois copinhos
três copinhos d’aguardente
as moças cá nesta terra,
até fazem calor à gente.

 

 
.. e responde o pai da moça:

 

Um copinho, dois copinhos
três copinhos de licor
com uma cachaporra nos cornos
passa-te logo o calor.

 

Agora a parte mais curiosa, e que poucos terão presente (porque ainda há (poucos, mas há) quem use a palavra cachaporra correctamente).

 

O comentário inicial que transcrevi deveria ser:

 

Continua porra, senão levas uma cachaporrada ;)

 

ou

 

Continua porra, senão levas com uma cachaporra ;)

 

Cachaporrada, é uma palavra muito difícil e estranha de dizer, degenerou para uma palavra bem nossa conhecida: Porrada.

 

A palavra porrada, vem de cachaporrada, que vem de cachaporra. Quem diria?

 

Já agora, cacetada, vem de cacetete, que originalmente seria um objecto idêntico.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:57


6 comentários

Imagem de perfil

De NunoCosmeMoreira a 18.06.2009 às 13:56

«Lê-se por vezes na internet, e até se houve...» Não percebi o sentido desta frase. Se houve... em tempos idos?
Uma luz apareceu e iluminou-me. Há palavras homófonas que mesmo os doutos seres, que se arrogam no direito de dar lições, escorregam na grafia e... catrapós, lá vão eles directamente para o chão.
Vai ao arquivo, desembrulha e torna a embrulhar ;)
Imagem de perfil

De Nuno Saraiva a 18.06.2009 às 14:08

Grande atenção aos detalhes.. E não falo do "h", falo do factor presentes de Natal. :)
Imagem de perfil

De NunoCosmeMoreira a 18.06.2009 às 14:26

Quem se pica alhos come ;)
Imagem de perfil

De Nuno Saraiva a 18.06.2009 às 14:57

Quem semeia espinhos, não ande descalço.
Imagem de perfil

De NunoCosmeMoreira a 18.06.2009 às 17:34

Caro NS, podias riscar «houve» e colocar à frente «ouve», no primeiro parágrafo. Assim quem ler estes comentários ficará descontextualizado.
De qualquer forma já não é necessário porque este comentário já deu uma ajudinha ;)
abraço deste fiel leitor
Imagem de perfil

De Nuno Saraiva a 18.06.2009 às 18:07

A grande vantagem dos meios electrónicos em relação ao legado de Gutenberg é precisamente a edição.

Não vejo a necessidade, de em gralhas ou erros de grafia, manter o erro. Agradeço a correcção e acho que não há descontextualização dado que está lá citado.

Porém, concordaria em não alterar, por uma questão ética, quando se trate de mudança de opinião ou factos imprecisos.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor








Comunique e envie os seus comentários, o que gostou, o que acha que está mal, etc.


Colares, blog da semana!

Muzicons.com





Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D